Nossos Produtos

A mais de 34 Anos Fornecendo aço para todo o Brasil.

Aço H13

GENERALIDADES

O aço H13 é um Aço Ferramenta para Trabalho a Quente com uma excelente combinação entre dureza e resistência à fratura, com a manutenção destas propriedades em temperaturas até 600ºC, resistência a choques térmicos e às trincas por fadiga térmica, este aço possui ainda níveis de usinabilidade, polibilidade e resposta à texturização importante para o segmento de confecção de moldes para injeção de plásticos.

Composição Química – C(0,40) • Mn(0,4) • Si(1,0) • Cr(5,0) • Mo(1,30) • V(1,0)

Condições de Fornecimento – Fornecido no estado recozido com dureza máxima de 230 HB.

APLICAÇÕES

A combinação de suas propriedades, principalmente em temperaturas elevadas, faz do aço H13 adequado o uso nas mais diferentes aplicações como: matrizes de forjamento a quente em prensas, matrizes para extrusão de alumínio e suas ligas, fundição sob pressão ou gravidade de ligas não ferrosas, moldes para injeção de polímeros abrasivos como os termofixos.

TRATAMENTO TÉRMICO

Alívio de Tensões: Em ferramentas de formas complexas, remoção heterogênea de material na usinagem de desbaste, mudanças bruscas de seções, etc., deve ser realizado o tratamento de alívio de tensões para minimizar variações dimensionais e de forma durante a têmpera e revenimento. O tratamento deve ser feito entre 550 – 650ºC por no mínimo 2 horas e a seguir resfriar lentamente no forno até 200ºC, depois levar ao ar.

Têmpera: Austenitizar em temperatura próxima de 1020ºC. Aquecer por 1 hora para cada 25 mm de espessura e adicionar 1 hora para cada 25 mm adicionais. Resfriar em ar, óleo morno, banho de sal ou pressão de nitrogênio em forno a vácuo. Durante o aquecimento para a austenitização devem ser realizados 2 pré-aquecimentos para garantir uma homogeneidade de temperatura e minimizar distorções. O resfriamento deve ser adequado à geometria e dimensão das ferramentas.

Revenimento: Deve ser realizado imediatamente após a têmpera quando a temperatura atingir cerca de 70ºC. A temperatura de revenimento deve ser superior a 550ºC para não comprometer a resistência à fratura. Normalmente se utiliza aproximadamente 610ºC para uma dureza típica de 45 HRC, recomendada pela "North American Die Casting Association" para fundição sobpressão de alumínio. Para outros níveis de dureza selecionar a temperatura de revenimento de acordo com a curva típica deste aço. Quando o material for posteriormente nitretado a temperatura de revenimento deve ser de 50ºC superior à temperatura de nitretação.

Têmpera a partir de 1020ºC. Revenimentos duplos de 2 horas cada.

Nitretação: Este tratamento eleva a resistência ao desgaste pelo endurecimento superficial. A camada nitretada pode ser projetada de forma a ter ou não a Camada Branca. A seleção da camada apropriada depende da aplicação da ferramenta. Em geral a dureza máxima após a nitretação é da ordem de 1000HV. Os perfis de endurecimento após processo de nitretação, em superfícies sem e com camada branca, são mostrados abaixo

Newsletter

Localização
Rua Flor de lis , 1032
Quinta da boa Vista (industrial)
Itaquaquecetuba.
Tel. e Fax (11) 2030-7400

Todos os Direitos Reservados 2016 © Otimizado Por Publinet1 Marketing Digital by: Petronet Informática